Ao se aprofundar na gramática da língua inglesa, você irá perceber como o uso do “has been” é determinante para a interpretação correta de algum relato. No entanto, muitos alunos acabam confundindo essa expressão com o “have been” ou até com o “had been”. Você sabe qual a diferença entre eles?

Como os temas relacionados às regras gramaticais normalmente são os mais temidos por quem está aprendendo o inglês, é compreensível que exista um pouco de receio sobre essa matéria. Mas podemos te garantir: é muito simples entender a hora certa de colocar cada um desses complementos em sua fala e, uma vez que compreender a função de cada um deles, não tem mais erro!

E se estiver buscando conteúdo sobre inglês para iniciantes, já temos uma publicação com esse tema aqui no blog, vale a pena conferir!

Agora, sem mais delongas, let’s learn!

Has been, had been e have been: por que existe diferença?

Existe uma diferença ortográfica quase mínima entre o “has been”, “had been” e o “have been”, certo? No entanto, essa variação é suficiente para que cada uma dessas versões modifique o tempo verbal da frase em que for incluída, e é esse o motivo pelo qual, no inglês, temos contextos diferentes para usar cada um dos termos.

Esses complementos são partes de frases formadas no Past Perfect Continuous ou no Present Perfect Continuous. Sendo assim, mesmo que não saiba o restante da conversa, o uso do “had been” ou do “has been” já te permitirá entender o tempo verbal de cada ação.

Relembre o Past e o Present Perfect Continuous

O Past Perfect Continuous é o tempo verbal que expressa a ideia de algo que estava acontecendo no passado antes de outra ação que também já ocorreu. Ou seja, as frases montadas nesse modelo dão a entender uma ordem dos fatos que iniciaram e já finalizaram anteriormente.

Outra possibilidade é utilizar esse tempo para falar de algo que acabou muito pouco tempo antes de você formar a frase.

Em contrapartida, o Present Perfect Continuous é o tempo verbal que indica uma ideia que iniciou no passado, mas que ainda está acontecendo no presente. Portanto, essa opção é utilizada para demonstrar algo ainda incompleto, que teve continuidade até o momento da fala.

Isso é apenas um resumo sobre esses modos de expressar uma ação, mas existem diversos tempos verbais em inglês que já explicamos com mais detalhes e você precisa conhecer para refinar ainda mais sua habilidade de comunicação no idioma.

Quando usar o “has been”?

O “has been” é utilizado nas frases com Present Perfect Continuous, e ele auxilia na ideia de continuidade característica desse tempo verbal. Por isso, sempre que desejar expressar alguma ação que começou antes do momento de sua fala, mas que ainda não foi finalizada, ou de algo que acabou há instantes, sua sentença deve possuir a seguinte estrutura:

Sujeito + has/have been + verbo principal com a partícula “-ing”

O “-ing” é o modo de identificar gramaticalmente, no inglês, que algo está acontecendo, o que corresponde ao gerúndio da língua portuguesa. Já o “been” é a conjugação do verbo to be, que está na lista de verbos irregulares do inglês e tem uma forma completamente diferente em outros tempos verbais.

Em algumas situações, você terá que substituir o “has” pelo “have” em suas frases, e existe também uma norma gramatical para esses momentos. Vejamos?

Uso do “have” no lugar do “has”

O “have” é utilizado quando o sujeito da frase for I, we, you ou they. A estrutura da sentença segue a mesma, com a inclusão do sujeito, o “have been” e o verbo principal no gerúndio. Sendo assim, o “has” fica para ser utilizado em frases que utilizam a 3ª pessoa do singular, que são he, she ou it.

Veja alguns exemplos de frases com o has/have been:

  • I have been talking to her for the last hour (Eu estive falando com ela pela última hora);
  • She has been playing tennis all afternoon (Ela esteve jogando tênis toda a tarde);
  • You haven’t been talking with him (Você não tem falado com ele);
  • He hasn’t been studying (Ele não tem estudado);
  • Have they been waiting for six hours? (Eles estão esperando há seis horas?);
  • Has she been driving for three hours? (Ela está dirigindo há três horas?).

Quando devo utilizar o “had been”?

O “had been” é usado em frases no Past Perfect Continuous, que é quando você deseja expressar uma ação que aconteceu no passado e estava em andamento quando outra começou. Da mesma maneira, você deve usar esse verbo de apoio para falar de situações que são causas de outro ocorrido que também está no passado.

A estrutura dessas frases é bem similar a que explicamos anteriormente e deve ser montada da seguinte maneira:

Sujeito + had been + verbo principal com a partícula “-ing” + complemento

Nesse caso não existe diferenciação quando falamos sobre a 3ª pessoa do singular ou os demais sujeitos. No entanto, como esse tipo de frase tem o objetivo de falar da duração da ação, é comum que o complemento seja algo como “por x minutos” ou “por x horas”.

Confira alguns exemplos do uso do “had been” nos modos afirmativo, negativo e interrogativo!

  • We had been waiting for two hours when Maria finally arrived (Estávamos na espera há duas horas quando Maria finalmente chegou);
  • I had not been driving for half hour before I had the accident (Eu não estava dirigindo há meia hora quando eu tive o acidente);
  • You had been studying English for six months before going on the exchange program? (Você esteve estudando inglês por seis meses antes de ir para o intercâmbio?).

E aí, deu para aprender como usar o “has been”, “have been” e “had been” corretamente? Aqui no blog do CCAA, você pode aprender muitos outros conteúdos e dar um passo a mais rumo à fluência em outro idioma. E para descobrir o quanto você já está dominando esse idioma, faça o teste de nivelamento gratuito em nosso site!