Como aprender inglês

Como aprender inglês

A correria do dia a dia muitas vezes nos faz pensar que encaixar o inglês nas nossas vidas é praticamente impossível. Por isso, acabamos tomando caminhos mais práticos e rápidos para aprender o idioma.

É claro que vivermos cercados de conteúdo em inglês por todos os lados: palavras aportuguesadas, músicas, jogos… Esse contato frequente com o inglês pode nos dar a sensação de que estamos constantemente praticando, mas na verdade essas informações acabam sendo jogadas fora pelo cérebro antes mesmo de podermos processá-las.

Aprender inglês rápido: funciona?

Querer aprender é o passo mais importante para chegar até a fluência, mas temos a tendência de achar que tudo pode ser conseguido de forma imediata. O que você talvez não saiba é que para dominar o inglês, é imprescindível contar com dois itens muito importantes: tempo e dedicação.

Nosso cérebro é uma máquina poderosa, mas ele também pode ser um vilão caso estejamos tentando aprender algo de forma desordenada. Se você assiste a um filme enquanto faz um trabalho, por exemplo, é possível que você não absorva o conteúdo daquele filme da mesma forma que absorveria se estivesse prestando atenção na tela.

É por isso que o aprendizado de uma língua estrangeira não pode vir acompanhado de pressa e distrações que impeçam a percepção das regras, peculiaridades e nuances do vocabulário. Você pode ouvir um programa que ensine a gramática por áudio no caminho do trabalho, mas as distrações externas sempre vão interferir na forma que você absorve o conteúdo.

Por isso, é sempre importante lembrar que aprender uma língua nova não acontece da noite pro dia e também ficar muito atento ao CEFR.

CEFR

Para comprovar essa teoria, e para orientar nossas sugestões, exibimos aqui o COMMON EUROPEAN FRAMEWORK OF REFERENCE (CEFR), também conhecido como Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas, criado por especialistas em ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras para expor o resultado de pesquisas na área de ensino de línguas europeias.

 

Categoria
Nível
Tempo de exposição ao idioma
A1
Básico
Cerca de 90 – 100 horas
A2
Básico
Aproximadamente 180 – 200 horas
B1
Independente
Aproximadamente 350 – 400 horas
B2
Independente
Aproximadamente 500 – 600 horas
C1
Proficiente
Aproximadamente 700 – 800 horas
C2
Proficiente
Aproximadamente 1.000 – 1.200 horas

 

O CEFR nos mostra que, para aprender inglês do jeito certo, você precisa cumprir determinadas horas de exposição ao novo idioma em um contexto de aprendizagem formal, como é o caso da sala de aula. Vale lembrar ainda de alguns fatores importantes que podem influenciar no seu progresso:

Motivação

O principal elemento do seu aprendizado nunca deve ser subestimado. Seu interesse na língua precisa estar sempre ativo, porque isso significa que você estará disposto a fazer o que for preciso para chegar à fluência.

Isso envolve as atividades mais formais como fazer exercícios orais e escritos até as mais descontraídas, como assistir a um episódio de série de TV ou filme no áudio original em inglês.
A motivação torna todas essas experiências divertidas, principalmente porque envolvem uma série de pequenas descobertas que acabam alimentando nosso estímulo.

Método de ensino prévio

Se você já estudou inglês antes, precisa avaliar as circunstâncias em que aprendeu. Isso aconteceu no ambiente escolar e você só via as aulas de inglês como mais uma matéria da escola? Se foi em curso, você absorveu e se dedicou da forma que precisava? Como era sua relação com o professor ou professora de inglês?

Existem muitos elementos que podem causar uma certa resistência ao aprendizado, então essas barreiras precisam ser derrubadas para abrir caminho de um ensino de qualidade.

Idade

Você já deve saber que aprender um idioma na idade infantil é bem mais fácil. Mas por que isso acontece?

A criança é como uma tela em branco: não tem vícios, manias e não faz associações que os adultos fazem por instinto. Por isso, aprender uma língua nova é tão natural para elas quanto aprender todo o resto, porque a criança não faz distinção entre “difícil”, “importante” e outras ideias que criam obstáculos ao aprendizado.

Quando somos mais velhos, as comparações são inevitáveis. Além disso, podemos ter aprendido muitas coisas erradas que se tornam empecilhos para chegar mais rápido até a fluência. Então precisamos nos despir de tudo isso e tentar voltarmos a ser aquela tela em branco.

Grau de exposição ao idioma fora da sala de aula

A sala de aula é importantíssima para o aprendizado, mas ele jamais deve ficar limitado a ela. Não é legal assistir a um filme no áudio original em inglês e perceber que as legendas fazem cada vez menos falta?

Essa é uma forma descontraída de complementar o que você aprende em sala de aula, assim como prestar atenção em letras de música e textos de jogos. Você também não precisa ter medo de se aventurar: sabe de algum lugar na sua cidade que tem muitos turistas de outros países? Vai pra lá!

Tentar conversar com nativos da língua é uma excelente forma de praticar o que aprendeu na sala de aula. E ainda tem um bônus ótimo: você vê na prática os diálogos que praticou e vai aos poucos deixando de ver a língua nova como um bicho de sete cabeças.

Como eu posso unir todas esses elementos na mesma experiência?

Nesse momento, escolher um método de ensino que ofereça aulas de inglês de qualidade passa a ter um papel fundamental. No CCAA, além disso, você tem lições e exercícios que simulam a rotina dos falantes nativos de outros países de língua inglesa.

Além disso, nós dispomos de materiais que proporcionam ao aluno a oportunidade de observar como os nativos se comunicam em seu dia a dia, com expressões, gírias e tudo que normalmente não se aprende na sala de aula. Você começa ouvindo, entendendo e falando. Depois lê e escreve. Tudo em inglês, desde a primeira aula.

Para vivenciar o nosso dia a dia em sala de aula, agende uma aula demonstrativa na unidade mais próxima de você e aproveite para conhecer o nosso material didático e as vantagens do nosso método de ensino, que será apresentado por um de nossos professores.

Lembre-se de que a dedicação aos estudos é o único caminho que fará você alcançar seus objetivos.

Quer saber sobre os nossos cursos?

Importe seus dados
e economize tempo.
Estamos enviando a mensagem...
Topo
Buscar